domingo, 26 de julho de 2009

Mulheres inseguras...


Fui convidada para um casamento de um colega de trabalho que fez questão da minha presença! Acreditei no convite sincero e na real vontade da minha participação numa etapa nova da vida dele. Morreria de vergonha de ir sozinha à festa, por isso, falei com o noivo de que iria apenas à cerimônia. Resolvi convidar a companheira de todas as horas e a Desocupada foi comigo! Chegamos cedo e ficamos sentadas na Igreja conversando.


O primeiro a chegar foi um menino que está "casado" (como diriam os antigos, amigado...) há um ano no máximo, eu acho. Ele veio perto de nós, cumprimentou, fez as devidas apresentações, sentou 1 minuto do nosso lado e foi pro lado de fora. Logo depois, chegou um outro colega com a esposa e o filhinho e nos cumprimentou, fez as devidas apresentações e sentou ao nosso lado para assistirmos a cerimônia. e ao lado deles, o outro casal.


Ao final, seguimos em direção ao salão de festas. Recebi dois convites individuais e portava-os. O primeiro menino, não os levou e perguntou se eu tinha lembrado de levar, como ele faria pra entrar, essas coisas.

Eu falei: se nós duas conseguirmos entrar com um só, eu te dou um, sem problemas. Na entrada, a coleta dos convites foi individual mesmo. Entramos as duas. A distribuição das mesas já estava feita e não havia sobrado nenhuma. Portanto, sentamos com duas senhoras que não conhecíamos e até agora não sei quem são. Em seguida, o resto do pessoal que conhecia entrou, sentaram em outra mesa. Meia hora depois, o primeiro casal foi embora. O casal com filhinho nos convidou para nos juntarmos a eles à mesa deles e ficamos lá, conversando, curtindo a festa até cortarem o bolo.....


No momento em que eu reencontrei o noivo no trabalho, nem bom dia recebi! Ele já veio me contando várias fofocas....

A fonte do que narrarei a seguir é a esposa do segundo casal. Segundo ela, no momento da entrada na festa, EU ofereci meu convite extra ao marido do primeiro casal. (Em outras palavras, entraria na festa eu e o cara apenas.) Na mesma hora a esposa dele retrucou: "muito engraçadinha você....."

Após eles terem entrado no salão de festas, rolou uma discussão "às escondidas" entre eles porque não tinha mais vaga em mesa nenhuma e o segundo rapaz sugeriu que todos se juntassem a nós na nossa mesa (a menina brigou com o marido porque ele não sentaria à mesa conosco)


Comentários:

Engraçado! Eu conheço ele. Ele reclama comigo que não levou o convite. Eu tenho que reponder o que ele pergunta para ela?! Quem não tem convite, simplesmente, não entra, a não ser que o dono da festa autorize... Que eu saiba, é assim...

Além disso, levo minha amiga comigo e vou deixá-la do lado de fora!!!!! Me poupe, né? Eu queria ter ouvido o muito engraçadinha!!! Responderia na hora!!!!!! Pena que não ouvi....

ainda fomos legais tentando ensinar o caminho de volta pra eles! É essa a gratidão que recebemos por sermos legais!!!


A Desocupada observou bem: logo que eles chegaram, eles logo saíram do nosso lado e depois, o outro casal ficou entre nós!! E também, ela ainda na festa chegou a comentar comigo o olhar estranho da referida criatura para nós duas....

Somos lindas, poderosas, irresistíveis!!!!!!!! Fomos a sensação do casamento sem perceber!!


Do jeito que o noivo me abordou, fiquei super sem graça com a situação... Contudo, tenho minha consiência muito tranquila!


Ciúme é gostoso na dose certa. Exagerado, é loucura!!

Para ter um relacionamento, é NECESSÁRIO confiar e acreditar.


Se o cara se dispõe a ficar comigo, dividir a casa dele, os amigos, a família comigo, é porque eu tenho algo especial, interessante, que o atrai. Se eu tenho (e sou) tudo isso e ele me quer... Eu tenho mais é que ficar segura!


Não é ser idiota... É confiar...

Um comentário:

maycon disse...

me segue ae http://www.blogger.com/profile/06046535797436304008